Estatuto Social

Página 03

CAPÍTULO TRÊS

DAs ATIVIDADES QUE A SPFLOR PODERÁ DESENVOLVER


Art. 10 - São atividades precípuas da SPFLOR:


I - Instituir parâmetros e normas sobre os direitos e deveres de cada associado em relação à própria classe e a

sociedade civil;

II - Definir e aplicar normas de atuação e/ou conduta da Associação em relação aos associados que não se

adequarem aos principios estabelecidos pela Associação.


Art. 11 - Sobre o código de ética, é atividade inerente à SPFLOR:

I - Coordenar a promoção de estudos, palestras e conferências, visando à divulgação das normas éticas para o

exercício profissional responsável da Terapia Floral;

II- Instituir os procedimentos necessários para a autonegulamentação do Conselho de Ética Profissional dos

Terapeutas Florais;

III - Instituir os organismos e mecanismos para que a autoregulamentação seja efetivada.


Art. 12 - Sobre a educação, pesquisas e serviços, e função da SPFLOR:

I - Credenciar os programas dos cursos que tiverem uma adequação satisfatória em cargas horárias e conteúdos,

dentro das normas estipuladas pela Comissão Pedagógica e Diretoria de Ensino, e aprovadas pela Assembleia

Geral;

II - Apoiar, promover, gerir, coordenar, incentivar programas de formação em Terapia Floral;

III - Criar mecanismos, a serem estipulados pela Comissão Pedagógica e Diretoria de Ensino e aprovados pela

Assembleia Geral, para o reconhecimento e legalização da prática dos profissionais autodidatas  que possam

comprovar prática profissional anterior; responsável no mercado de trabalho;

IV- Apoiar, promover, gerir, coordenar, incentivar, patrocinar e instituir programas de especialização, reciclagem, atualização de conhecimentos e supervisão técnica para que o terapeuta possa atuar de maneira responsável no mercado de trabalho.

V - Definir quais os profissionais que necessitarão de uma formação complementar e como esta deverá ocorrer.

Vl - Apoiar, promover, gerir, coordenar, incentivar, executar projetos, pesquisas, estudos, eventos, seminários, palestras e fóruns, oferecer consultoria ou assistência técnica destinados a cumprir as finalidades da SPFLOR.

Vll - Fomentar, orientar e executar estudos e projetos de pesquisa científica e tecnológica que visem ao desenvolvimento e a integração entre as diversas áreas de atuação com as essências florais, estimulando

principalmente as iniciativas para a comprovação da eficácia dessas essências e metodologia terapêutica.

VIII - Fomentar, orientar e executar projetos sociais com as essências florais.


Art. 13 - Sobre Informação, Divulgação e Editoração, é atividade da SPFLOR:

I - Organizar as informações sobre a autorregulamentação profissional e autorregulamentação de uma ética

profissional e todos os cursos e eventos criados para este fim;

II - Disponibilizar estas informações, tomando-as acessíveis aos associados;

III - Definir e divulgar a filosofia que embasa a prática profissional responsável da Terapia Floral;

VI - Editar, publicar e comercializar material didático e materiais relacionados aos objetivos da SPFLOR;

VII - Promover e/ou organizar palestras, cursos, seminários, congressos, fóruns e demais eventos relacionados com os objetivos da Associação, bem como ao aprimoramento contínuo da metodologia terapêutica e dos terapeutas florais;

VIII - Publicar circulares, boletins, folhetos, jornais ou revistas para levar esclarecimentos e conhecimentos aos

associados e ao público em geral.


Art. 14 - Sobre Atividades Correlatas, a SPFLOR:

I - Desenvolverá outras atividades necessárias ao cumprimento das finalidades da Associação.


Parágrafo único: Para a realização de suas finalidades, a SPFLOR poderá estabelecer convênios ou parcerias com

pessoas físicas, jurídicas, de caráter público ou privado, nacionais ou estrangeiras, de caráter religioso ou laico,

angariando e gerindo os fundos provenientes destes convênios e parcerias, aplicando-os no desenvolvimento da

Associação.


Continua >>